“Planejamento de Silval era um documento fictício”, diz secretário

O secretário de Estado de Planejamento (Seplan), Marco Aurélio Marrafon, criticou o Plano Plurianual (PPA) estabelecido em 2012, no Governo Silval Barbosa (PMDB) e em vigência até dezembro deste ano.

O Plano Plurianual é o documento que orienta as ações de Governo, sendo um planejamento público de médio prazo com diretrizes, metas e objetivos ambicionados pelo Governo, no período de sua gestão.

No entanto, segundo o secretário, os programas e ações do projeto peemedebista não foram pensados com o objetivo de serem cumpridos.

“Temos um estudo que indica que o PPA do Silval chegou em torno de 30% de cumprimento. Porque era um documento feito sem adequação orçamentária, sem compromisso de que aquilo seria realizado. Era um documento fictício, apenas para cumprir tabela”, afirmou.

De acordo com Marrafon, o PPA do governador Pedro Taques (PDT) será feito em cima de um planejamento estratégico de Governo.

O projeto será baseado nos cinco eixos apresentados em sua campanha eleitoral, em 2014 – “Estado Parceiro e Empreendedor”, “Cidades para viver bem: Municípios Sustentáveis”, “Educar para transformar e emancipar o cidadão”, “Viver Bem” e “Gestão eficiente, transparente e integrada”.

“Ao contrário do PPA fictício do Governo Silval, o do governador Pedro Taques será com base nos eixos de Governo. Aqueles cinco eixos do plano de governo vão se materializar em ações que ainda estão sendo fechadas. O PPA não está pronto, preciso apresentar ao governador as metas e prioridades”, disse.

Prazo legal

De acordo com Marco Marrafon, o PPA de Taques, com as metas de 2016 a 2019, será enviado para a Assembleia Legislativa até o dia 28 de agosto, prazo legal para a entrega do documento.

O projeto pode receber emendas dos parlamentares e deve ser votado até dezembro deste ano. Antes disso, porém, audiências públicas devem se realizadas na Casa de Leis.

Entre as principais ações previstas, segundo Marrafon, está aà redução da criminalidade, com mais policiais na rua, reforma de escolas e programas de pavimentação.

“Esse plano estabelece as diretrizes e prioridades governamentais, o planejamento do Estado para os próximos quatro anos. O PPA já indica o caminho que vamos seguir, como construção de hospitais, reforma de escola da rede pública, o programa Pró-Estradas”, afirmou.

DOUGLAS TRIELLI/MIDIANEWS

Ubiratan Braga

Jornalista, radialista, publicitário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Espaço reservado para publicidade/p>