CULTURA: Festival fortalece tradição da arte-capoeira no Araguaia

O grupo Abadá-Capoeira do Vale do Araguaia realiza, nos dias 29 e 30 deste mês, em Barra do Garças, o 8º Festival de Capoeira da região. Cerca de 250 capoeiristas participam do evento que faz parte de um conjunto de ações permanentes da entidade para a valorização da musicalidade e da cultura brasileira e para a inclusão social de crianças, jovens e adultos por meio da arte-capoeira.

Com a presença de mestres, instrutores e alunos de capoeira da Região Centro-Oeste e dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, a iniciativa tem o objetivo de fortalecer o território cultural da capoeira no Vale do Araguaia, onde a Abadá atua desde a década de 1980. O trabalho realizado no Vale do Araguaia pelo grupo Abadá-Capoeira tem a supervisão do mestre Charm, de Goiânia.

O festival também pretende gerar o aperfeiçoamento técnico dos integrantes do grupo, promover a integração dos trabalhos realizados nos municípios da região e estimular a expressão cultural de pessoas que geralmente estão à margem de atividades culturais.

A programação do festival inclui um curso de capoeira para crianças e adultos com o mestrando Apache, do Rio de Janeiro, treinos com convidados de outros centros de ensino e atividades culturais em espaços públicos da cidade, com rodas de capoeira e apresentação de maculelê, uma dança com bastões que simula a luta tribal.

A cerimônia de troca de cordas dos participantes do grupo, a mais importante comemoração dos capoeiristas, também faz parte do evento. No festival são batizados os novos integrantes do grupo, que recebem apelidos de capoeira, uma tradição da atividade desde a época em que era considerada ilegal no país.

Neste ano, os participantes do 8º Festival de Capoeira do Araguaia têm ummotivo a mais para comemorar: a vitória do instrutor Catitu nos Jogos Mundiais de Capoeira, realizados pela Abadá no Rio de Janeiro, em agosto. O instrutor foi vencedor na categoria A, de corda roxa à marrom-vermelha, a mais avançada da competição.

Catitu e a instrutora Sinhá coordenam o grupo no Vale do Araguaia. “É um sonho de criança que se realizou com muito esforço, treinamento e dedicação da minha parte e da instrutora Sinhá, minha esposa, que sempre me estimulou”, conta Catitu.

O evento tem o apoio da Secretaria de Estado de Cultura de Mato Grosso por meio de emenda parlamentar do deputado Max Russi. A atividade também tem o patrocínio de empresas locais e o apoio da Prefeitura e da Câmara Municipal de Barra do Garças, da Câmara Municipal de Aragarças e da Águas de Barra do Garças.

Patrimônio imaterial da humanidade

A capoeira é uma prática interdisciplinar que engloba aspectos artísticos e esportivos ao misturar luta, dança, música e cultura popular. Manifestação cultural tipicamente brasileira, em 2008 foi tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Em fevereiro de 2014, a capoeira foi reconhecida pela Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco) como Patrimônio Imaterial da Humanidade.

Ela é símbolo de resistência à escravidão, pois a técnica era usada para defesa dos escravos libertos. A atividade foi marginalizada no Brasil até a década de 1930, quando o presidente Getúlio Vargas, por influência do mestre Bimba, declarou a capoeira um esporte nacional.

Em 2016, o Conselho Nacional do Esporte reconheceu, por meio da Resolução 44, a capoeira como uma atividade esportiva. De acordo com a Resolução 44, a capoeira é “reconhecida pelo seu valor lúdico, folclórico, cultural, artístico, esportivo, estético e educativo”.

Programação

Dia 29/09

18h-19h30 – Curso para crianças com mestre convidado, no Ginásio de Esportes Arnaldo Martins

19h-20h – Roda de capoeira para abertura do evento, no Barra Shopping

20h30- 22h30 – Curso para adultos com mestre convidado, no Ginásio de Esportes Arnaldo Martins

Dia 30/09

8h- 9h – Curso para crianças com mestre convidado, no Ginásio de Esportes Arnaldo Martins

9h-12  – Curso para adultos com mestre convidado, no Ginásio de Esportes Arnaldo Martins

17h – Apresentação de maculelê, no Teatro da Prefeitura de Barra do Garças

17h30 – Evento de batizado e troca de cordas, no Teatro da Prefeitura de Barra do Garças

Ubiratan Braga

Jornalista, radialista, publicitário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Espaço reservado para publicidade/p>